quarta-feira, 21 de maio de 2014

O BRASIL QUE NÃO VEMOS


     É um absurdo como nós somos tratados, a cada dia que se passa.
     Além de pagarmos as maiores taxas para conseguirmos comprar algumas coisas, ainda somos surpreendidos com as regras  que não ajudam em nada.
     A começar pelos serviços bancários, que são difíceis de se entender.
     Veja só: chegamos em um banco qualquer para pagarmos uma conta ou coisa parecida, e temos que ficar horas e mais horas esperando a boa vontade dos funcionários. Enquanto esperamos, muitos funcionários  são vagarosos, não tem boa vontade, são arrogantes, enfim, se mostram superiores, a nós. Mais uma vez, não temos nossos direitos respeitados.
     Não sei para quê fizeram a tal lei que obrigada os clientes a serem atendidos mais rápido nos bancos, se não saio do papel, continua tudo como antes.
     Por outro lado temos a área da saúde, que anda doente das pernas. As pessoas tem que  dormir no hospital para conseguirem ser atendidas, no dia seguinte. Mesmo assim, passam humilhação. Com muita persistência conseguem a tão difícil consulta.
      Mais adiante temos a educação, que está caminhando para a deseducação, pois o ensino é de má qualidade. Não há incentivo nenhum para que os professores sintam  orgulho, de sua profissão.
     Estamos no País dos problemas, onde quem pode menos, é que sofre mais.
     Tudo que poderia ser simplificado é feito da maneira mais difícil, para que desistamos mais rápido.
     Os problemas são tantos, que eu poderia ficar um ano escrevendo sobre os mesmos, e não terminaria.    
     Como sempre temos que nos acostumar, com as" coisas brasileiras".
     Mais uma vez, muito obrigado por tudo. Fique com Deus.

Nenhum comentário :

Postar um comentário