terça-feira, 6 de maio de 2014

AFINAL, QUE É DESTINO?



     Para muitos, o ser humano está condenado a viver sempre submisso.
     Não temos nem o direito de fazer nossas próprias escolhas, pois o conceito que se tem é que as pessoas não podem ter muita liberdade.
     É difícil quando se quer seguir em frente, e a vida não é a nosso favor.
     Quantos planos em vão, quantas horas perdidas, quantas lágrimas derramadas...
     Tudo isso, para quê?
     As coisas poderiam ser tão fáceis, se houvesse espírito de colaboração, entre todos.
     Infelizmente, não é o que está a acontecer.
     Somos indiferentes ao problema de alguns, pois achamos que somos heróis, e jamais enfrentaremos obstáculos.
     Longe está o tempo em que havia mais união.
     Pensamos que o que atinge a mim, não atinge você também, mas é puro engano. Estamos vivendo em sociedade para cada um  auxiliar o outro, dentro de suas possibilidades.
     Ninguém é independente, como muitos pensam.
     Até quando iremos aceitar viver como vivemos, sem nada  fazer?
    Até quando iremos aceitar a manipulação imposta por quem mais pode?
    No momento em que nos conscientizarmos que todos unidos jamais seremos vencidos, teremos uma verdadeira sociedade.
    Enquanto não damos um passo para mudarmos, viveremos sempre nos lamentando.
    Será destino?   
    Mais uma vez, muito obrigado por tudo. Fique com Deus.



Nenhum comentário :

Postar um comentário