quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

QUANDO MUITO É POUCO

           Às vezes, nós não sabemos explicar certos fatos que acontecem em nossa vida.
           Também fica até difícil se explicar, uma vez que coisas acontecem ao nosso redor, que nem sabemos de onde vieram.
           Nós estamos sempre em constante procura, é claro.
           Contudo, quanto mais procuramos algo, sentimos que necesitamos de alguma coisa.
           Um exemplo dessa insatisfação que certas pessoas tem, é quando as mesmas tem uma vida plena, com bastante dinheiro, moram em casarões, mas sempre estão infelizes, descontentes consigo mesmas, etc...
           É do próprio ser humano, nunca estar realmente feliz.
           Hora, é a situação injusta do Brasil  que nos deixa tristes, outras horas, são certas pessoas, em si.
           Resumindo: várias pessoas são independentes, mas sempre estão necessitando da ajuda alheia, pois sem nosso próximo, não vivemos.
           Podemos até ser milionários, mas nosso dinheiro não é sinônimo de felicidade.
           Ter em demasia não resolve nosso problema interior, que às vezes, é um vazio.
           Sendo assim, jamais pense que o muito que você possa ter, vá suprir suas reais necessidades.
           Mais uma vez, muito obrigado por tudo. Fique com Deus.
          

Um comentário :

  1. Amigo, lembra-se do ditado: "Menos é mais!"...Menos maquiagem é mais elegante, menos burocracia é mais inteligente e assim por diante.

    Infelizmente, o ser humano é um eterno inconstante.

    ResponderExcluir