quarta-feira, 1 de agosto de 2012

ESCRAVAS DOS BISTURIS

            As pessoas estão sempre à procura da perfeição, e para tal, fazem de tudo.
            O ser humano nunca está contente com aquilo, que obtém.
            E essa insatisfação constante em que várias pessoas se encontram, termina acarretando consequencias, jamais pensadas.
            Para realizar os sonhos de beleza de muita gente, as promessas são tamanhas, desde o possível e o impossível.
            Aproveitando a procura de muitos, por uma beleza artificial, surgem a cada dia, os milagres da estética.
            Milagres esses, que podem ou não, dar certo.
            As pessoas quererem melhorar sua aparência, é uma necessidade fundamental, desde quando não coloque sua vida, em risco.
            Mas no entanto, não é o que vemos, por aí.
            Existem pessoas que se tornam dependentes de certas intervenções cirúrgicas, que terminam ficando "escravas dos bisturis".
            As cirurgias plásticas ajudam, mas também, deformam.
            Vários meios de comunicação noticiam sempre, a respeito de determinadas pessoas que foram atrás de uma beleza fabricada, através de um  bisturi, e tiveram sua aparência transfigurada.
            O que era para ser uma melhora, terminou sendo um pesadelo, porque nem sempre uma cirurgia plástica só, é o suficiente.
            Muitas pessoas querem mais, e mais, e terminam ficando irreconhecíveis.
            A obsessão por uma beleza construída é tão grande, que pessoas colocam até óleo de cozinha, em seu corpo.
            Mas há aquelas que vão muito mais além: colocam prótese de silicone nos seios, de um maneira louca, que terminam colocando a vida em risco, também.
           Recentemente uma brasileira ia perdendo sua vida, porque além de ter os seios grandes, através de silicone, ainda adquiriu um tipo de bactéria, ao fazer uma cirurgia.
            Na mesma reportagem citada acima, pessoas ficaram com sua aparência deformada, por causa da obsessão por um rosto perfeito, um corpo belo, uma boca bonita, etc...
            Portanto, é sempre bom ouvir os conselhos das pessoas mais experientes, antes de fazer algum tipo de intervenção cirúrgica.
            Mas às vezes, os cirurgiões percebem que determinado procedimento não terá o sucesso desejado por alguns pacientes, que insistem em fazê-lo.
            E quando nessas cirurgias, algo dá errado, o culpado é sempre o cirurgião, que se preocupa com seu assistido.
     
            Mais uma vez, muito obrigado por tudo. Fique com Deus.


           

Nenhum comentário :

Postar um comentário