terça-feira, 18 de outubro de 2011

SERÁ DE DEUS?

          Sempre o ser humano está disposto a mudar as leis naturais, do universo.
          E com essas mudanças constantes, as respostas nos são dadas, de diversas maneiras.
          Toda vez que o homem, com sua curiosidade infinita, começa a modificar a natureza, os mesmos terminam sendo prejudicados, de alguma forma.
          Prova disso, são os terremotos que alguns Países sofrem, de vez enquanto.
          E como é de praxe, os sabichões mexem aqui, mexem acolá, e nós é que ficamos, na pior.
          Mesmo o Brasil, mais especificamente, com todos os acontecimentos graves que alguns estados sofreram, não deixa de mexer, onde não deve.
          Por causa da teimosia de alguns, estados brasileiros foram quase destruídos.
          Agora, como se não bastasse, inventam de implantar o tal horário brasileiro, de verão.
          Mais uma vez, é o homem modificando o que Deus, nos deu.
          Para os parlamentares que tem carro, o tal horário de verão, em nada prejudica, mas para os trabalhadores, que acordam cedo para trabalhar, é um sufoco muito grande.
          A fim de nos convencer de que esse horário é ótimo, nossos queridos governantes, tudo dizem.
          Todos nós sabemos, que os bandidos de plantão, adoram esse horário absurdo, pois com ele, fica mais fácil, de praticarem seus assaltos.
          Essa conversa de que o horário de verao é bom para todos, é "conversa para boi dormir".
          O certo é que sempre que as leis naturais são modificadas, as respostas são dadas, de alguma maneira ou de outra.
          E mesmo sabendo disso, nós não aprendemos a lição dada, pela natureza.
          Deus não criou esse tal horário de verão; ele é apenas mais uma curiosidade do homem, que se acha muito sábio, e no entanto, de nada sabe.
          Mais uma vez, muito obrigado por tudo. Fique com Deus.

Um comentário :

  1. Olá amigo! Boa noite... Realmente Deus está bem longe de todas as arbitrariedades do homem. Como diz a palavra: "... O meu povo sofre por falta de conhecimento..." Suas palvras realmente é um grito no silêncio entre muito barulho egocêntrico dos governates... Parabéns pela sábia crítica!

    ResponderExcluir