sábado, 21 de maio de 2011

DO QUE ADIANTA?

           Não adianta o Brasil ser a sétima economia do mundo, e a população continuar passando necessidade.
            Ter muita renda e guardar a mesma, é o mesmo que não ter.
            A população não quer só saber que o Brasil tem condições financeiras, ela quer ver as soluções.
            Um País onde a maioria das pessoas passa fome, é um País desumano.
            Enquanto a população clama pelos seus direitos, os políticos discutem assuntos que não levam a lugar algum.
            Ao invés do Brasil destinar uma parte de sua riqueza para saciar a fome, o mesmo confecciona cartilhas sobre sexo, para serem distribuídas nas escolas.
            Nesse momento tão preocupante em que as escolas são alvo de bandidos, o dinheiro do Brasil é guardado para os próximos anos.
            Se o País é a sétima potência, por que não investir mais na educação, segurança, na moradia, enfim, em tudo que a população realmente necessita?
            Pelo certo, era para o País ser melhor administrado, já que o mesmo tem condições para isso, mas os interesses dos políticos não permitem que o bem seja feito.
            Se o Brasil é rico, por que não usar essa riqueza em prol também de quem precisa?
            Por mais que o Brasil ajude financeiramente a população mais carente, não é o bastante.
            Enquanto o País ajuda de um lado, de outro junta mais dinheiro, através de nossos impostos.
            Sendo assim, não há motivo para preocupação, porque os cofres brasileiros jamais ficarão vazios.
            A obrigação do País é auxiliar os mais necessitados, também.
            Do que adianta os brasileiros saberem que vivem em um País rico, e passarem por diversas necessidades financeiras?
            Mais uma vez, muito obrigado  por tudo. Fique com Deus.

                                                    Reflexão

                                             "Sempre realize,
                                             Você pode!".

Nenhum comentário :

Postar um comentário