domingo, 15 de maio de 2011

ACHO QUE JÁ ESTIVE AQUI

          A vida é um eterno mistério, difícil de ser entendida.
          É imprecionante algumas sensações que sentimos e  não temos como explicar.
          Geralmente nós nascemos em uma família, um estado, País e no decorrer dos dias, vamos crescendo, aprendendo as coisas necessárias.
          Em um determinado momento, começamos a frequentar uma escola, a fim de adquirir conhecimento.
          Com muito esforço, nossos pais nos colocam nas melhores escolas, onde vamos ter como meta, cursar uma grande faculdade ou coisa parecida.
          Muitas vezes, algumas pessoas chegam a realizar seus sonhos mais íntimos, e se sentem bastante felizes.
          Algumas pessoas conseguem até se casar, ter filhos, conseguem virar um grande profissional.
          Mas há aquelas ocasiões em que nós temos a sensação de já ter estado em algum local, que não tínhamos ido antes, viver uma situação jamais vivida, morar em uma cidade que não conhecíamos, etc...
          E quando todas essas coisas citadas acima acontecem conosco, ficamos tentando encontrar determinadas respostas.
          Chegamos até e a exclamar: Estranho! Sei não! Eu, hem!
          Acontece que todas essas coisas estanhas como muitos falam, fazem com que nossa vida seja mais praseirosa, apesar dos pesares.
          Se não fossem nossas eternas procuras, qual o sentido que a vida tinha?
          Ninguém gosta de viver na monotonia. Sempre queremos algo de novo, mesmo que o novo que seja encontrado, nos dê muita preocupação.
          Sendo assim, se algum dia você achar que já viveu uma situação em uma cidade ou coisa semelhante, não se assombre: é da vida.
          A propósito: acho que já escrevi este post, mas não lembro quando e onde.
          Mais uma vez, muito obrigado por tudo. Fique com Deus. Bom domingo.

                                                                    Reflexão

                                     "Alguns procuram a felicidade. Outros a criam".

Nenhum comentário :

Postar um comentário