sexta-feira, 15 de abril de 2011

RELAÇÕES

            Nem sempre as coisas são, como queremos.
            Não é pelo fato de determinadas pessoas desenvolverem uma atividade que requer educação, que as mesmas sejam educadas.
            Vamos lá...!
            Certa vez, um funcionário de uma determinada empresa telefonou para a casa de um cliente em dívida, a fim de fazer a cobrança devida.
            Ao invés do funcionário ser educado, perguntou se o cliente ia negociar o débito ou ficar com palhaçada.
            O cliente sentiu-se ofendido, e desligou o telefone, na cara do funcionário.
            Analisando o fato: mesmo certa pessoa tendo dificuldade para se manter, é obrigada a pagar um dívida, que  tem mais de três anos?
            Agora, as pessoas que realmente podem arcar com seus compromissos, deixam tudo para lá, compram e não pagam.
            E porque a população carente pode se sacrificar, para fazer o possível e o impossível, para pagar coisas que não pode?
            Como visto, a lei brasileira só está do lado, dos que não precisam.
            Quando nosso País irá aprender a cobrar de quem realmente pode pagar?
            Que Brasil é esse?
            Certas coisas não tem como serem entendidas, mesmo.
            Mais uma vez, muito obrigado por tudo. Fique com Deus.

                                              Reflexão

            "Há três coisas na vida, que não voltam atrás:
           a flecha lançada,
           a palavra pronunciada, e a oportunidade perdida.
           Aproveite cada minuto de sua vida!"

Nenhum comentário :

Postar um comentário