segunda-feira, 28 de março de 2011

ORFÃOS DE SI

          Neste momento tão caótico que nos encontramos, fica difícil nós tirarmos um minuto do nosso tempo, para nós mesmos.
           A correria é tanta, que é necessário fazermos milagres, para sobrevivermos.
          Não há canto deste mundo tão imenso, que não nos ofereça certos perigos.
          Em sua grande maioria, as pessoas são absorvidas pelos problemas alheios e os seus, também.
          Devido à falta de tempo que temos, para refletirmos sobre nossos momentos, nos tornamos dependentes da solidão.
          Hoje, cresce o número de pessoas que precisam um de consultório psicológico, coisa que tempos atrás, raramente existia.
          Juntando os problemas de nosso País, aliados às nossas dificuldades, só temos mesmo que lamentar.
          Mesmo com todas as tecnologias que contamos, o ser humano ainda vive à procura de certas descobertas, que às vezes,  só trazem problemas ao mundo.
           E os únicos prejudicados somos nós, mesmos.
          No momento em que as pessoas se encontrarem realmente, essa ganância pelo poder, pela necessidade de ter mais, irá se alunar.
          Talvez essa procura desenfreada de alguns, está deixando a humanidade desumana, porque cada um só pensa em si, 24 horas por dia.
          O ser humano é sociável, por isso é fundamental que pense também, em seu próximo.
          Quando não nos propomos a ajudar, deixamos de fazer um grande ato.
          A partir do momento em que cada um se entender, será mais fácil conviver consigo mesmo, e com seu próximo.
          Na maioria das vezes, determinadas pessoas criam um problema para si, porque não sabem como elas próprias funcionam.
          Antes de procurarmos ser amigos de alguém, sejamos nossos amigos primeiro, porque se não gostarmos de nós, como iremos gostar dos outros?
           Mais uma vez, muito obrigado por tudo. Fique com Deus.

                                                     Reflexão

          "A vida é uma lousa, em que o destimo para escrever um novo caso, precisa de apagar o caso escrtio".

Nenhum comentário :

Postar um comentário