quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

O VALOR DA VIDA

            Não há nada mais importante para nós, do que a vida.
            Mesmo que tenhamos todo dinheiro do mundo, mas se não tivermos uma vida digna, de nada adianta.
            Só o fato de sabermos que possuímos liberdade de ir e vir, já é uma grande conquista.
            Contudo, há pessoas que não pensam assim.
            Por mais que determinados indivíduos possuam o poder, mais querem.
            E essa procura por mais condições monetária, termina prejudicando pessoas inocentes.
            Atualmente, para determinadas pessoas conseguirem obter dinheiro, são capazes de tudo, sem exceção.
            O certo é cada pessoa trabalhar, e no fim do mês, receber seu ordenado, mas acontece que a pressa é tamanha, que alguns até fazem comércio, com a vida humana.
            Existem pais que são capazes de venderem seus filhos, a fim de terem uma vida melhor, com esse tipo de comércio, muito errado.
            Realmente, a  vida humana se tornou uma moeda.
            Não há dinheiro no mundo que traga todos os benefícios que nossa vida traz, porque o dinheiro se finda, mas a vida continua, seja como for.
             Por mais necessitada que uma pessoa seja, mas não justifica o fato de  desperdiçar sua liberdade, em troca de promessas milagrosas.
            Hoje em dia, para algumas pessoas terem um patamar de vida melhor, esquecem-se de valorizar o que é mais importante, e se vendem cegamente.
            Para os ambiciosos, não importa as consequências de seus atos; preferem viver com o bolso cheio, embora conservem sua mente perturbada.
            É lamentável sabermos, como citei acima, que determinadas mães carregam seus filhos no ventre, durante 9 meses, para depois venderem uma parte de si,(os filhos) por puro desamor.
            Embora seja muito difícil se manter um filho, mas se contarmos com nossa capacidade de superação, tudo poderá se tornar mais fácil.
            No Brasil, emprego dizem que não existe, porém o trabalho, sim.
            Mesmo  que determinados pais não possam trabalhar da maneira convencional, mas se fizerem para si, um pequeno comércio, conseguirão angariar algum dinheiro, e não precisarão negociar seus "pequenos".
            Acontece que muitas pessoas querem um dinheiro que venha mais imediato, e a única solução...
            Quando certos filhos não são vendidos, seus pais lhes obrigam a se prostituírem, a fim de sustentarem a casa, enquanto os mesmos, fingem que nada sabem.
            Infelizmente, ainda existem pais desumanos, sim.
            Atualmente, as pessoas não tem mais respeito por nada, mesmo.
            A vida humana está sendo reduzida a quase nada, pois a mesma já não é tão importante, para muitos.
            Hoje, se uma pessoa pisar no pé da outra e mesmo pedindo desculpas, ainda corre o risco de ser mal interpretada, agredida, etc...
            Se hoje, as coisas estão como estão, e daqui a 2 anos?
            Mais uma vez, muito obrigado por tudo. Fique com Deus.

                                                  Reflexão

                            "Felicidade não se acha; se conquista".

Nenhum comentário :

Postar um comentário