terça-feira, 15 de fevereiro de 2011


MÍNIMO DO MÍNIMO

           Ainda está em discussão, o novo salário mínimo.
           Se fosse para aumentar o salário dos parlamentares, a discussão não existia mais.
           Mas como é um benefício em prol da população, a conversa é outra, é mais dificultosa.
           Nossos queridos governantes acham que um salário de R$545,00 é um súper salário.
           Com esse aumento que foi dado, quase não adiantará de nada, porque os alimentos podem aumentar de valor, também.
           De que adianta termos uma salário maior, e os gêneros de primeira necessidade, terem uma subida galopante de preço?
           Valeria sim, se os alimentos por exemplo, continuassem como estão: de fácil acesso, a todos.
           É uma coisa incrível: quando é para votar por um salário de maior valor para nós, é uma má vontade terrível, leva dias e mais dias de discussão, mas quando é para colocar mais alguns reais no ordenado dos parlamentares, é em questão de minutos.
           Mesmo com todas as regalias que os políticos tem, ainda querem mais dinheiro.
           Nós não contamos com determinadas regalias, apesar de merecermos, pois trabalhamos bastante, mas os "poderosos..."
           Eu sei que no vai e vem do aumento do mínimo, o mesmo ficará como eles querem.
           Mais uma vez, nossa vontade não prevalece.
           Para virarem notícia, alguns partidos políticos querem um salário diferente, mas na verdade, todos eles só se preocupam com seus interesses.
           O certo é que já está fefinido o novo valor, a ser pago.
           Seria interessante se os gêneros de primeira necessidade, tivessem seu preço congelado, para que o mínimo possa ser gasto com os mesmos e ainda sobrar algum(dinheiro).
           Mas como diz o ditado: de grão em grão, a galinha enche o papo.
           Então, esperamos que de aumento em aumento, o salário mínimo tenha seu valor multiplicado.
           Mais um vez, muito obrigado por tudo. Fique com Deus.

                                                      Reflexão

                               "Nunca deixe suas dúvidas te abalar...".

Nenhum comentário :

Postar um comentário