domingo, 5 de dezembro de 2010

COMO?

           Há certas coisas que não dá para serem entendidas.
           A vida humana é uma dádiva divina, e não existe preço, para tal.
           Dentre todas as coisas que almejamos, a obtenção de uma boa saúde, é a principal.
           Mas tem horas, que querendo ou não, temos que procurar os serviços da medicina, para os mais variados fins.
           Umas pessoas tem a sorte de serem atendidas da melhor forma possível, em alguns hospitais, mas outras não.
           Assim como há médicos bons, existem aqueles outros que deixam a desejar, hospitais que prestam um bom  serviço e outros não.
           Infelizmente, faz  parte da vida.
           Vamos lá...
           Uma criança foi internada em um hospital público de nosso País, com virose.
           Para tentar resolver o problema da criança, a mesma recebera soro e ficou sob observação médica.
           Quando foi mais tarde, o soro terminou, é claro, mas ao invés de ser colocado outro soro na veia da criança, colocaram vaseliza.
           Resultado: a criança faleceu.
           A saúde das pessoas tem que ser tratadas, com mais respeito.
           Enquanto uns profissionais da saúde lutam pela vida de alguns, outros profissionais displicentes, tratam as pessoas de qualquer maneira.
           É um absurdo que tal fato, tenha acontecido.
           Depois do estrago feito para com a vida humana, é que vão investigar ao certo, o que ocorreu, sendo que o verdadeiro motivo da morte da criança, foi a grande quantidade de vaselina, que foi injetada, em sua veia.
           E como ficarão os parentes dessa criança?
           Qualquer indenização paga, trará a vida da criança, de volta?
           Esse caso foi relatado, por uma grande emissora de TV.
           Se não houvesse a denúncia feita, jamais saberíamos de mais uma barbaridade.
           Para que novos casos semelhantes ao citado não aconteçam, é necessário que se tome providências.
           Não adianta o País ter muitos hospitais, e as pessoas ficarem com medo de utilizarem os serviços prestados, pelos mesmos.
           Sempre soubemos que os médicos, os hospitais, os profissionais de saúde em geral, existem para prestarem o melhor atendimento, à população.
           Agora, de uma hora para outra, parece que o verdadeiro papel da medicina, foi esquecido.
           Será que para se ter um bom atendimento hospitalar e manter a saúde em plena harmonia, tem que haver dinheiro no meio?
           Se as coisas continuarem como estão, a saúde humana começará a ser vendida.
            Quem pagar mais, será melhor atendido; quem não puder pagar, tem que contar com a sorte.
           Não adianta as pessoas serem incentivadas a procurarem os serviços médicos, para correrem o risco de irem e não voltarem.
           Daqui a pouco, todas as pessoas antes de se internarem em algum hospital, precisarão consultar antes, uma "vidente".
           Continua...


                                            Reflexão

           "A felicidade às vezes é uma bênção,  mas geralmente é uma conquista".

Um comentário :

  1. Adoro seu blog. Então, to passando aqui, (além dos motivos de sempre rs) pra dizer que indiquei vc para uma homenagem entre blogueiros. Passa no blog e pega seu selo.

    ResponderExcluir