sábado, 6 de novembro de 2010

MAPA DA MINA

           Depois que descobriram que o Brasil é um País de muitas riquezas, todas as atenções se voltam para cá.
           É tanto que a cada dia mais, os meios de comunicação noticiam sobre os desvios de determinados bens, brasileiros.
          Enquanto estão de olho no que nos pertence, os dirigentes brasileiros quase nada fazem, para impedirem as invasões estrangeiras.
          Sabemos que o País está sendo mutilado, mas não sabemos quais as precauções tomadas.
          No início de tudo, tínhamos um País mais extenso, mais rico, agora, tudo isso está se acabando aos poucos.    
          A situação está tão séria, a ponto dos Estados Unidos colocarem em seu mapa, a Amazônia, como sendo sua propriedade.
          Como se não bastassem as madeiras que são destraviadas, as matas que são derrubadas, nossas plantas que são levadas, ainda querem nos tomar a Amazônia.
          O que foi citado acima, é só um exemplo, porque mais coisas estão  indo embora, sem que o governo tome providências, para impedir.
          O Brasil é nosso, mas do jeito que estamos vendo, iremos perdê-lo, dentre em breve.
          Uma das maneiras para impedir tais invasões, seria a intensificação da vigilância nas fronteiras brasileiras, a fiscalização de determinados navios suspeitos ou até mesmo desconfiar de certas "bondades estrangeiras"
          Enquanto o Brasil dorme, os outros Países trabalham, a fim de obterem nossos bens.
          Até quando isso tudo irá acontecer?
          Será que vamos ter que ficar sem nada, para tentarmos reaver as propriedades perdidas?
         

2 comentários :

  1. Olá André,

    Obrigado por ter visitado o www.bomdiamatogrosso.com e comentado a matéria das gemeas idosas de Pernambuco.

    Parabens pelo seu blog.

    Um abraço

    Adalbeto Guimarães

    ResponderExcluir
  2. Andrè, como sempre preocupado com nossos problemas sociais brasileiros. Importante o alerta que o faz à respeito da depredação do nosso patrimônio nacional e sobretudo porque além de trazer à baila o problema ainda propões soluções.
    Muito bem colocado e mais do que nunca, oportuno.
    Nós, cidadãns brasileiros agradecemos.

    ResponderExcluir