sexta-feira, 5 de novembro de 2010

LUTA E AMOR

          Não é fácil sermos brasileiros.
          Se formos pensar que para galgarmos algo, tudo se torna muito difícil, não seríamos a população que somos.
          Durante anos e mais anos, convivemos com as desigualdades existentes, em nosso País.
          Não é comum os habitantes de uma nação, serem tratados com o descaso, como nós somos.
          Dificilmente encontramos apoio necessário, para realizarmos nossos sonhos.
          Os desejos de alguns brasileiros, não passam de mera vontade, porque para realizá-los, muitos obstáculos são impostos.
          Somos um País imenso e rico, mas nem por isso, as oportunidades são iguais.
          Ao invés da grande parte da população carente, ser tratada como deve, é a mais sofrida.
          Mesmo sabendo que vivemos em um País rico, ainda há pessoas que trabalham, para conseguirem um prato de comida, pessoas que tomam sopa de papelão, que se alimentam de sobras obtidas em feiras, mercados, em lixos, pessoas que se prostituem, para não morrerem de fome, e outros absurdos mais.
          A injustiça é tamanha, que restaurantes preferem jogar comidas fora, a dar a uma pessoa que necessite se alimentar.
          Há casos, em que pessoas são obrigadas a exercerem certo serviço, durante um mês, a fim  de ganharem R$50,00.
          É de aborrecer, quando empresas de fora vem para cá, e é permitido que usem o que nos pertence, enquanto nós somos impedidos de tudo.
          Não é fácil quando temos que ir para outro País, para buscarmos  o emprego que aqui tem, mas conseguimos.
          Infelizmente, os Países de fora nos valorizam mais, do que o Brasil.
          Sempre que temos novos dirigentes brasileiros, temos a esperança de que tudo melhore. Contudo, tudo continua como antes, no "quartel de Abrantes".
          Embora o Brasil não demonstre seu amor por nós, mas o amamos, fervorosamente.
          Um País que deveria ser nosso, no entanto, parece que não é.
          A mentalidade dos "mandatários brasileiros", tem que mudar, para que nos orgulhemos mais, de ser brasileiros.
          Por enquanto lutamos, amamos o Brasil, mas tudo sempre é igual.

          
         

Nenhum comentário :

Postar um comentário