sábado, 13 de novembro de 2010

É BRINCADEIRA?

          Não é adimicível que a educação brasileira, seja tratada do jeito que está sendo, sem o menor respeito.
          Além de aturarmos as situações mais constrangedoras, ainda temos que nos preocupar com a educação que é dada, aos nossos filhos.
          A medida que o País evolui, nova regras são aplicadas, à educação brasileira.
          Mas nem sempre, todas elas dão certo.
          Estamos vivendo momentos críticos, em relação ao futuro brasileiro, porque toda evolução existente aqui, parece que só contribuiu, para o retrocesso .
          Chegamos ao ponto de termos a qualidade do ensino, olhada com certa desconfiança.
          Antigamente, embora o País fosse menos desenvolvido, não existam, por exemplo, problemas ocorridos, como foi o caso do ENEM.
          Os candidatos que se submetiam aos exames da época, não erram obrigados a repeti-los, por incompetência dos idealizadores.
           Determinadas mudanças que estão surgindo na educação, na maioria das vezes, só vieram para atrapalhar, o que estava dando certo.
          Tanta novidade, tanta tecnologia, tanta opinião, tanta burocracia, para quê?
          A educação já foi muito valorizada, mas agora, está sendo tratada com desprezo, com indiferença, como que se a mesma, não fosse imprescindível.
           Está na hora do governo rever os seus conceitos, para com a educação.
          Não é certo a população ser impedida, de ter uma educação de qualidade.
          Devido ao ocorrido com o ENEM, alguns estudantes podem até ficar com traumas, em relação a fazerem um vestibular, por exemplo.
          Quem irá dar garantias, que o ocorrido com o ENEM, não ocorra com os vestibulares?
          Se assim continuar, O Exame Nacional de Ensino Médio, vai fazer novos adeptos. E se isso acontecer, a "coisa vai ficar feia."
          Não queremos um País sem ter,  educação de qualidade.
          Portanto, ao invés das autoridades ficarem inventando moda, devem de concentrar na educação que já deu certo, e não no modelo atual, pois só acarreta problemas.

         Para reflexão= "Não tropeçamos em montanhas, e sim, em pedras. Se passarmos as pedras com cuidado, passaremos as montanhas."

Um comentário :