segunda-feira, 22 de novembro de 2010

ATÉ ONDE...?

          Enquanto as autoridades colocam regras para o bom funcionamento do Brasil, há pessoas que não se importam em infringirem, essas leis.
          Mesmo com todas as regas impostas, ainda não temos o País que  merecemos.
          Nós somos pessoas honestas, que tentamos seguir à risca, todas as leis brsileiras.
          Mesmo que não concordemos com certas normas, mas as seguimos, para o bem do Brasil.
          Sempre somos prejudicados, mas com o decorrer do tempo, terminamos nos acostumando, com diversas regras impostas.
          Geralmente, aquelas pessoas que fazem determinadas leis, são as primeiras a não cumpri-las.
          Todos sabemos que dirigir embriagado, é uma falta grave, para com o Brasil.
          Quando um cidadão comum, é pego dirigindo alcoolizado, é uma confusão terrível, que chega até, a sua prisão ou pagamento de multa.
          Agora, o que não dá para entendermos, é como uma ex-juíza pode dirigir embriagda, mesmo sabendo do erro cometido.
          O fato foi noticiado, em diversos meios de comunicação.
          E o pior de tudo, foi que no carro da ex-juíza, haviam latas de cerveja.
          Como sempre acontece, quando alguém importante é pego infringindo as leis, vão à delegacia, pagam alguma propina, e logo são liberadas, mas quando somos nós, a população trabalhadora, tudo se torna mais difícil.
          Uma ex-autoridade, que deveria dar o exemplo, é a primeira a cometer o erro.
          Parece que o que essa juíza aprendeu, com o tempo, foi esquecido.
          Como sempre, a lei é injusta para conosco, que somos certos, e justa para com os  infratores, que são os errados.
          É por isso  que alguns absurdos continuam acontecendo, e nós temos que ser meros espectadores, das barbaridades.
          Não adianta o Brasil criar as leis, e aquelas pessoas que mais entendem das mesmas, ignorarem.
          Como será se todos os motoristas brasileiros, tiverem como exemplo, a juíza em questão?
          Não adianta o Brasil aconselhar as pessoas que consomem álcool, a voltarem de certas festas, de táxi, pois o mal exemplo, vem de pessoas mais esclarecidas, que nós.

                                          Reflexão

          "Esquecer é uma necessidade.
          A vida é uma lousa, em que o destino, para escrever um novo caso, precisa apagar o caso escrito."

                                 ( Machado de Assis )

2 comentários :

  1. é um dos principios do concepcionismo, esquecer para poder dar novas chances a cada dia, não só pras pessoas, mas paras as ideias tbm. Esquecendo se mata o ego de estar absolutamente certo, e com isso acho que muita coisa ruim iria embora... Se bem que, educação iria resolver isso neh, rs...Até quando teremos que esperar, por um "presente" melhor (porque futuro melhor, sempre teve)... "/

    belissimo post <3

    ResponderExcluir