domingo, 21 de novembro de 2010

AMOR

          Nessa nossa vida conturbada do mundo atual, não sobra nem mais tempo para nos dedicarmos a nós, mesmos.
          A cada dia que nós amanhecemos, não sabemos ao certo, como as coisas estarão.
          As certezas e as incertezas encontradas ao nosso redor, nos fazem entristecer.
          Hoje, raramente é dado o valor necessário aos verdadeiros sentimentos, que o ser humano possui.
          Infelizmente, é preferível se dar atenção ao trabalho, do que gastarmos um minuto que seja do nosso tempo, ouvindo um amigo, que clama por uma palavra de conforto.
          Se ligássemos mais para as pessoas precisadas, não veríamos as injustiças, nas grandes cidades.
          É uma situação triste, quando tantas pessoas moram em lugares improvisados, e quem tem mais condições financeiras,  fazem  de conta que vivem em um paraíso.
          É triste também saber, que enquanto eu ou outras pessoas quaisquer, meio dia almoçam,  muitas nada comem.
          E com toda desigualdade existente em  nosso País, alguns poderosos ainda tem coragem, de desviarem nosso dinheiro.
          É fácil certas pessoas pronunciarem a palavra amor, mas não conhecem o  verdadeiro sentido, de amar.
          Falar é fácil demais, mas fazer aquilo que se fala, " são outros quinhentos".
          Muitos dizem que amam o País em que vivem, mas são capazes de cometerem as maiores atrocidades, contra o mesmo.
          Então, onde está o amor pela Pátria, que tantos falam?
          Raras são as pessoas que se preocupam de verdade, com o problema alheio, porque a maioria da população só se preocupa, no momento de sua dificuldade, com o poder.
          Tudo que sentimos falta em nós mesmos, ou no mundo todo, se resume em uma só palavra: amor.
          Portanto, vamos nos amar mais e amar nossos irmãos, sejam eles quem forem.

                                                    Reflexão

          "A vida brilha mais intensamente, quando temos amigos, como você!"
        

2 comentários :

  1. Gostei muito da sua visão!!

    realmente é assim, as pessoas falam de AMOR, mas onde está esse AMOR que elas dizem que tem?

    ResponderExcluir
  2. André

    Interessante sua postagem. Vou ler as demais. Vc apresenta um quadro real e quase unânime no munso globalizado. No entanto, gostaria de saber se vc acredita na possibilidade de que um movimento comunitário pudesse mudar alguma coisa.
    O sistema atual tende a prender as pessoas no restrito espaço de si mesmo. Nesses mundinhos egocêntricos de intensa tribulação, mensagens e alertas de pensadores como você se perdem sem impactar a blogosfera. Encontramos até alguns nichos de ateus, de religiosos e uns outros poucos, mas via de regra, a montagem de uma comunidade de aculturamento social parece cada vez mais difícil. Tal não se dá por nenhum impedimento imposto. Afinal, a web 2.0 nos disponibiliza uma ferramenta nunca dantes imaginada. Poderíamos nos organizar, cada um a seu tempo e talento.
    O que vemos, no entanto, são fragmentos daqui e dali sem nenhuma conexão efetiva. Às vezes, comento, mas a idéia parece não "colar". Sinto que a promoção do amor, da paz e da amizade não seja um objetivo válido. Como poderemos formar um senso comum pró-ativo se as pessoas já não tem tempo sequer para refletir ?

    Abç

    ResponderExcluir